O transplante capilar é a solução definitiva para homens e mulheres que sofrem de calvície ou ALOPECIA ANDROGENÉTICA.
 
Essa condição está relacionada com fatores genéticos e andrógenos (hormônios) que afetam os folículos capilares e provoca o afinamento nos fios, e por consequência sua queda mais rápida.
 
Existem duas técnicas para a realização da cirurgia, uma delas é a FUE, na qual os folículos capilares da região doadora são retirados de forma unitária e depois são inseridos na região receptora.
 
Neste caso a cicatriz do procedimento é puntiforme, ou seja, em cada folículo retirado ficará uma cicatriz muito discreta, que permite o uso de cortes de cabelo curto, sem ser possível notar essas microcicatrizes.
 
Já na técnica FUT é removida uma faixa de tecido da parte de trás da cabeça (nuca), através de incisão com bisturi, nessa região ficará uma cicatriz linear de 8 ou 10cm. Depois os folículos capilares são removidos e transplantados para a área receptora.
 
A cicatriz resultante da cirurgia poderá ser disfarçada com o próprio cabelo da nuca, porém não é recomendando usar cortes de cabelo muito curto, pois a cicatriz ficará aparente.
 
Portanto não existe cirurgia de transplante capilar sem cicatriz, o que existe são duas opções, uma cicatriz puntiforme mais discreta da técnica FUE ou a cicatriz linear da técnica FUT.
 
A escolha da melhor técnica depende também do caso clínico do paciente, e será avaliada junto ao médico no momento da consulta.