O nosso cabelo possui um ciclo complexo de crescimento. Quando apresentamos sinais de calvície ou queda dos cabelos, a relação equilibrada dessas fases estão comprometidas e são necessários tratamentos específicos para restabelecer novamente a sincronia entre elas.
 
O ciclo de crescimento do cabelo ocorre em três etapas: anágena, ou de crescimento; catágena, ou de transição; e telógena, ou de repouso.
 
Diariamente perdemos cerca de 80 a 100 fios de cabelo. Costumamos não notar a queda pois, ao mesmo tempo, há outros fios crescendo, ou seja: passamos pelas três fazes ao mesmo tempo. Em média, 85% dos nossos fios estão na fase anágena.
 
Sem quebras ou cortes, nosso cabelo pode crescer em média um centímetro por mês.
fases de ciclo capilar crescimento e queda
 
Fase Anágena: na fase anágena as células da papila capilar estão se dividindo e produzindo novas fibras de cabelo. O novo fio é formado recebendo nutrientes para crescer saudável e o metabolismo da raiz acelera, garantindo que a divisão de células capilares aconteça de maneira rápida e eficiente. Tal fase pode durar de 2 a 7 anos.
 
Fase catágena: após a fase de crescimento, o fio de cabelo entra na fase catágena, ou fase de transição, em que a raiz do folículo capilar diminui de tamanho fazendo com que o fio se desprenda dela. Com isso, o fio sai para a superfície do couro cabeludo. Essa fase dura algumas semanas.
 
Fase telógena: na última fase, também conhecida como fase de repouso, o folículo fica dormente e isso leva à queda do fio. Isso acontece para que se abra espaço para um novo fio de cabelo crescer. A fase telógena pode durar de 1 a 4 meses.
 

QUEDA CAPILAR EM EXCESSO

 
A queda capilar excessiva pode originar de problemas como a alopecia androgenética, estresse, má nutrição, alopecia areata, entre outros motivos.
 
Só costumamos notar que estamos sofrendo de queda capilar em excesso quando já perdemos entre 20 a 40% dos fios.
 
Muitas pessoas passam anos procurando tratamentos alternativos sem sequer conhecer a causa da queda dos cabelos, o que pode acelerar e piorar o quadro.
 
Outro problema é que muitas vezes a queda dos cabelos não é a causa, mas um sintoma de outros problemas graves de saúde, como desequilibro na tireoide ou falta de ferro, resultado, por exemplo, de uma anemia.
 
Nesses casos nenhuma medicação para calvície irá surtir resultado satisfatório e o real problema estará sem tratamento, resultando em problemas mais graves para a saúde.
 
Por isso é fundamental procurar um médico, realizar alguns exames e ter um diagnóstico correto, para que os tratamentos mais adequados sejam prescritos.

CONHEÇA AS UNIDADES IMCAP:

  Belo Horizonte: (31) 4101-5372
Whatsapp direto: http://bit.ly/whatsapp-imcap-bh

  Criciúma: (48) 3437 6117
Whatsapp direto: http://bit.ly/whatsapp-imcap-criciuma

  Curitiba: (041) 3079-2282
Whatsapp direto: http://bit.ly/whatsapp-imcap-curitiba